Você fala LOGOMARCA?

Bem-vindo ao nosso blog, aqui você vai encontrar várias dicas e informações sobre design e empreendedorismo. É mais um canal pra gente se comunicar, role o botão do mouse e boa leitura. Ah! Não esqueça de deixar sua opinião.

logos
02 11-2015
Você fala LOGOMARCA?

Pode parecer besteira, mas existe uma grande confusão por parte das pessoas e dos próprios profissionais ligados ao design e a publicidade ao referi-se ao conjunto de letras e símbolos que popularmente muitos chamam de logomarca. Mas qual seria o correto, logo, logotipo ou logomarca?

Eu pessoalmente chamo tudo isso de marca porque acredito que a ideia desse conjunto de letras, símbolos e formas é deixar uma marca nas pessoas, em um determinado lugar ou numa sociedade, também acredito que essas marcas (impressões) podem e devem ser extremamente positivas, por exemplo, fale da marca de motos Harley-Davidson para quem tem ou teve uma, do leite Parmalat pra uma criança da década de 90, do leite Ninho para uma mãe ou da Apple para os usuários dessa marca (principalmente designers) e aí você vai entender do que estou falando. Todas essas pessoas foram e são impactadas (marcadas) por essas marcas que, de maneira geral, trazem boas lembranças e até mesmo satisfação de alguma forma.

E o que os acadêmicos falam?
Na verdade não existe um consenso, há quem condene e quem defenda tanto o uso do logotipo, quanto o uso da logomarca, aliás, esse termo só existe aqui no Brasil (abrasileirou), você sabia?

Para alguns existe uma incoerência na etimologia da palavra logomarca que pode ser vista como redundante. Isso porque do grego “logos” quer dizer significado e do germânico “markas” quer dizer significado, logo logomarca quer dizer significado do significado (confuso isso, não é?).

Apesar de toda essa confusão temos que admitir que independente da nomenclatura o uso de uma marca bem planejada é indispensável para uma empresa. E o seu desenvolvimento através de um profissional sério e competente faz toda diferença, pois desenvolver uma marca é muito mais que organizar fontes, símbolos e cores aleatoriamente, é preciso estudo e técnica para chegar a um resultado que realmente impacte o público para qual foi desenvolvida.

 

Fundador do Uppa, empreendedor e publicitário com quase 8 anos de experiência no mercado de comunicação e marketing nas regiões Nordeste e Sul do Brasil. Atualmente desenvolve projetos de design para empreendedores e microempresas.

Artigo relacionado

Comentários

Your email address will not be published.